domingo, 10 de abril de 2016

Astro City - Vol. 03 - Álbum de Família



Bem amigos... Tal qual fiz com Astro City vol. 01 - Vida na Cidade Grande e Astro City vol. 02 - Confissão, este novo encadernado da série (Astro City - Álbum de Família) vale reflexões acerca do refinamento que Kurt Busiek e Brent Anderson alcançaram nesta altura da série. Conforme já comentado aqui no Blog, a série Astro City pode ser considerada uma obra de essência, de síntese do que são os quadrinhos de Super-heróis. É a evolução da Era de Ouro dos Quadrinhos sem ter passado pelo Authority Code dos anos 50 e sem a convulsão que foi a publicação do Livro A Sedução do Inocente por Fredric Wertham em 1954. É o desenvolvimento dos quadrinhos em sua essência sem as amarras impostas por esses dois eventos em negrito acima. Por isso, falar de Astro City é descobrir o que vai dentro de nós mesmos, fãs de Quadrinhos. A essência do que nos move em direção à esse mundo de maravilhas. Então... Vamos lá!

Kurt Busiek´s Astro City II #1

Este volume 03 de Astro City (Panini - Dezembro de 2015) traz as edições de 1 a 3 e de 10 a 13 de Astro City - vol. 02 (lá fora). Sendo que dentre as 07 histórias do encadernado, 02 delas ganharam o importante Prêmio Eisner de Melhor Edição Avulsa, a saber Bem-vindo a Astro City e Mostre a Todos. Bem vindo à Astro City (história que abre o encadernado) que tem por capa a figura acima, já dá o tom da perspectiva do homem comum sobre as maravilhas que são esses semi-deuses apelidados de Super-heróis. Com uma visão sensível, Busiek mostra a história de um pai que tenta criar suas duas filhas (ainda crianças) em meio ao caos que é viver em uma cidade repleta de super-heróis. Sensível e cheia de elementos clássicos, a história realmente mereceu ter sido premiada.

Kurt Busiek´s Astro City II #2

A 2ª (Mais Um Dia) e a 3ª (Aventuras em Outros Mundos) histórias são incríveis ao retratar por dentro o dia a dia da Primeira Família, equipe que homenageia o Quarteto Fantástico da Marvel, mas que no final vai muito além. Sobretudo porque em Astro City seu criador (Busiek) pode fazer o que quiser e levar seus personagens para os rumos que bem entender. Isso faz com que Busiek não precise cumprir uma "fôrma" pré-concebida. 

Kurt Busiek´s Astro City II #3

Com isso ele nos entrega duas histórias sob a perspectiva de Astra, a filha mais nova do casal Natalie e Rex, o casal principal da Primeira Família. A pequena Astra quer conhecer o mundo normal e vencer as batalhas que qualquer criança pré-adolescente precisa vencer, e no final, são as batalhas mais importantes de nossa vida, ou seja, as batalhas dentro das regras do mundo real. Muito bom!

Kurt Busiek´s Astro City II #10

A outra história a ganhar o Prêmio Eisner neste encadernado é Mostre a Todos. Gostei da história. Nela, um inventor (Sr. Potterstone) é descartado da fábrica em que sempre trabalhou ao fazer 70 anos. Ainda sentindo o quanto poderia contribuir com o mundo e temendo o esgotamento de seus dias como ser humano útil, o Sr. Potterstone se lança à uma vingança pessoal contra o sistema financeiro para provar como alguém com sua idade ainda pode ser útil. Até aí pode ser que não vejamos esse roteiro como algo inesperado, mas a história vai além e resvala em questões existenciais importantes, sempre tendo os heróis de Astro City como pano de fundo.

Kurt Busiek´s Astro City II #11

A 5ª história do encadernado traz um dos personagens mais interessantes do Universo de Astro City, o Caixa de Surpresas. Um herói com uma roupa que, em um primeiro momento, pode parecer engraçada, mas que sempre acaba por evocar o bizarro e o doentio. O que faz toda diferença na composição do herói. Na história Dentes de Serpente, o Caixa de Surpresas se vê envolvido em uma trama que mistura viagem no tempo e reflexão sobre o futuro que construímos hoje com nossas ações. E tudo isso acontecendo bem no dia em que o alter-ego do herói recebe a notícia de que será "papai".

Kurt Busiek´s Astro City II #12

A 6ª história dá continuidade à Dentes de Serpente e se chama Dia dos Pais. Esta história traz uma das capaz mais belas da série (acima). Que não preciso nem dizer de quem é (Alex Ross - capista de toda série). As duas histórias são muito boas e funcionam em sinergia perfeita!!

Kurt Busiek´s Astro City II #13

Mas o melhor ficou para o final. A 7ª história parecia ser a que eu menos ia gostar ao misturar o personagem de um Cartoon (o Leão Léo Lelé) com o universo Super-heroístico. Mas incrivelmente é uma das melhores histórias que já li!! Você pode estar pensando que eu estou exagerando, mas é exatamente isso. Na história Astro das Telas, o personagem do Leão é trazido ao mundo acidentalmente por um super vilão mas, mesmo depois da sua derrota, o Leão permanece vivo no mundo real por ser um PONTO FOCAL DE CREDULIDADE (!!). Uma história de crime, tristeza, derrocada, violência e sobretudo redenção. Mas não uma redenção piegas, mas uma redenção realmente crível. Embora essa não tenha sido a HQ a ganhar o Prêmio Eisner no encadernado, para mim é mais que excelente, pois beira a genialidade!!


Bom amigos, se você ainda não conhece Astro City, mas gosta de uma HQ que vai além da violência gratuita, que não se serve de expedientes polêmicos e sangrentos para fazer sucesso, que é genial simplesmente por trazer os quadrinhos originais de forma inteligente e simples... Bem... Então o que está esperando? Comece a ler Astro City!!

sábado, 2 de abril de 2016

Miniatura Marvel Série Especial Nº 06 - Rino

Miniatura Marvel Especial Nº 06 - Rino

Integrante da ilustre galeria de vilões do Homem-Aranha, Rino pode ser considerado um dos pesos pesados urbanos do Universo Marvel. Seu temperamento instável, índole criminosa e seu passado como capanga de gangsteres lhe valeram uma reputação de "Casca-grossa" e vilão arrasa-quarteirão ao melhor estilo do Mutante Fanático. Rino foi lançado dentro da Coleção de Miniaturas Marvel em seu segmento Especial, e hoje veremos um pouco das características de sua peça e de seu passado enquanto criminoso. Vamos então embarcar nessa viagem paquidérmica!!

Miniatura Marvel Especial Nº 06 - Rino

O Rino da coleção de miniaturas da Eaglemoss foi concebido em uma posição interessante e que reproduz um ataque selvagem de uma fera. Sua raiva pode ser vista nas feições do personagem. Embora tais feições não estejam tão bem definidas é possível identificar a postura agressiva e a intenção de ataque. A pele espessa e craquelada do animal foi reproduzida e, embora em alguns pontos ela pudesse ter sido melhor apresentada, eu a achei satisfatória para representar o tipo de pele que o rinoceronte, enquanto paquiderme apresenta. Senti falta  de um trabalho um pouco melhor nessa pele porque um olhar rápido na peça poderá confundi-la como algo "empelotado", à semelhança de um "choque anafilático".

Miniatura Marvel Especial Nº 06 - Rino

Teria ficado melhor para simulação de uma pele animal de um rinoceronte se a textura tivesse intercalado pedaços lisos de pele com trechos rugosos e craquelados. De qualquer forma a peça é pesada e cumpre seu papel dentro da coleção. No entanto, quanto mais a observo, mais fico com essa sensação de "pele empelotada" rs rs. Não sei se alguém já se deparou com o Rino produzido pela empresa Iron Studios na escala 1/10. Ao vê-lo pude perceber que os artistas captaram perfeitamente os ajustes de pele do animal, conferindo o ar de couro extremamente duro ao revestimento da peça.

Miniatura Marvel Especial Nº 06 - Rino

Aleksei Mikhailovich Sytsevich é o Rino. Nascido na Rússia, Aleksei seria apenas mais um capanga russo "sem-cérebro" caso não tivesse esbarrado com dois cientistas em busca de um brutamontes ignorante para servir de cobaia para seus experimentos. Bombardeando o corpo de Aleksei com raios gama e revestindo-o com um adesivo molecular capaz de proteger sua identidade e dar-lhe à forma de um rinoceronte, os dois cientistas (Georgi e Igor) criaram o Rino. De início o novo vilão já se rebelou contra seus criadores, pois percebeu que poderia fazer mais dinheiro sozinho ao invés de ficar trabalhando de capanga para os dois. Assim, Rino vai para os EUA atrás de um astronauta recém chegado de uma viagem espacial coberto de um estranho esporo. Esse astronauta disputado por vários cientistas malucos ao redor do mundo seria ninguém menos que John Jameson (filho de J.J. Jameson). Rino, logicamente, pretendia vendê-lo à melhor oferta que aparecesse.

Miniatura Marvel Especial Nº 06 - Rino

Todo esse plano, obviamente, acabou batendo de frente com o Amigão da Vizinhança, sendo essa a 1ª das muitas desavenças entre o Rino e o Homem-Aranha. Após sua derrota pelo Homem-Aranha e restauração pelas mãos de Georgi e Igor (que perdoaram a traição do pupilo), o Rino foi agora raptar outro cientista na América, ninguém menos que o Dr. Bruce Banner. Ao prendê-lo Rino quebra a cara ao ter que enfrentar ninguém menos que o nosso bom e velho Gigante Esmeralda!! Após uma portentosa luta Rino acaba nocauteado e nas garras do famoso inimigo do Hulk, o Líder. Decidido a usar o Rino como "bucha de canhão", o Líder o conduz à vários confrontos com o Gigante Verde, todos terminando com a derrota do vilão paquidérmico. Nem mesmo sua união com o Abominável rendeu-lhe vitória sobre o Hulk.

Miniatura Marvel Especial Nº 06 - Rino

Pelas mãos do roteirista Peter Milligan (Shade - O Homem Mutável), Rino protagonizou um arco de histórias em que encontra um cientista que lhe potencializa a inteligência. Com uma mente em plena expansão, Rino apaixona-se, torna-se escritor e por fim passa a não ver mais significado nas pequenas coisas da vida, pedindo então para o cientista reduzir-lhe novamente sua inteligência. Este arco foi baseado no romance Flores para Algernon de 1966 de Daniel Keyes. Em sua trajetória mais recente Rino se viu às voltas até com Deadpool que o procurava para serrar-lhe um dos chifres atendendo ao pedido de um milionário excêntrico. Essa conturbada aventura acaba com um Rino miniaturizado, sem um dos chifres servindo de "chaveirinho" para Deadpool.

Miniatura Marvel Especial Nº 06 - Rino

Outro personagem que participou da vida de Rino foi o Urso, um vilão regenerado outrora integrante da dupla vilanesca Urso e Gibão. Com histórias mais suaves e em tom humorístico, Rino e Urso protagonizaram interessantes arcos que traziam como tema central suas vicissitudes enquanto seres humanos vivendo em pele de animal. Embora Rino tenha sido um vilão concebido dentro do Aracno-Universo da Marvel, ele conseguiu extrapolar esse perímetro de ação e protagonizar histórias ao lado de medalhões da Marvel, como Hulk, Deadpool e Justiceiro. Infelizmente no cinema sua participação no filme O Espetacular Homem-Aranha 2: A Ameaça de Electro (Sony - 2014) foi decepcionante, ao trazer apenas um homem ensandecido (Paul Giamatti) dentro de uma armadura, ao invés de um verdadeiro Rinoceronte Humano.

Miniatura Marvel Especial Nº 06 - Rino

Bom amigos... É isso aí!! Vamos seguir rumo ao avanço da coleção!! Deixo a todos meu forte abraço!!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...