sábado, 28 de fevereiro de 2015

Coleção de Graphic Novels - Os Heróis Mais Poderosos da Marvel - Editora Salvat



Bom amigos, cumprindo a promessa a Editora Salvat lança em diversas cidades brasileiras sua nova Coleção de Graphic Novels intitulada Os Heróis Mais Poderosos da Marvel. Seguindo o modelo de sua primeira Coleção de Graphic Novels de capa preta intitulada apenas como Coleção Oficial de Graphic Novels da Marvel e lançada em Agosto de 2013, a Editora lança agora essa nova coleção que será composta também de 60 volumes que juntos formarão a imagem acima, uma ilustração do renomado desenhista Adi Granov. Na primeira coleção o foco era abordar grandes sagas da Marvel em cada volume, agora no entanto o principal objetivo é abordar um único personagem ou grupo em cada encadernado. Assim, cada volume traria (pelo menos entendi assim) a primeira aparição do personagem nos quadrinhos, bem como uma segunda HQ que definiria o herói em seu DNA, ou seja, que traduz sua essência.

Nº 01

O objetivo da coleção é arrojado e possui grande potencial de sucesso, uma vez que a 1ª aparição de um personagem é um evento que, por si só, já é clássico e cheio de símbolos, pois podemos enxergar o herói ou grupo a partir de sua perspectiva inicial, livre do que ele iria se tornar. A 2ª proposta presente em cada encadernado pode gerar divergências, já que a escolha de uma história definitiva de um determinado personagem é algo que envolve a opinião de cada fã. De qualquer forma a ideia é boa e acho muito bem vinda. Em tempos em que a produção de quadrinhos de super-heróis carece de um "Norte" e de uma perspectiva mais de longo prazo na qual os personagens sejam abordados sob uma perspectiva não apenas mercadológica (exceções existem é claro), coleções como essa vem injetar um frescor em novos e velhos leitores.

Nº 02

A polêmica ao redor do lançamento vem de muitos fãs que solicitam que a Editora espere o término de uma coleção para o início de outra, uma vez que a primeira (de capa preta) ainda está sendo lançada (confira seu andamento nessa matéria: Coleção de Graphic Novel Salvat - Lista de Lançamentos - Atualizada). De qualquer forma o fato da empresa investir numa nova coleção desta envergadura nos mostra em primeira instância que o mercado brasileiro é promissor e robusto. Há cerca de alguns meses atrás a Editora Eaglemoss também anunciou outra coleção nesse mesmo molde para esse ano, porém com sagas da DC. É possível que a Salvat, na tentativa de demarcar terreno e público, tenha optado por antecipar o lançamento, já que de um jeito ou de outro sua concorrente lançaria a coleção da DC, o que acabaria por tirar boa parcela de seus consumidores. Por isso eu entendo perfeitamente o comentário dos fãs que precisam ganhar suas vidas, pagar suas contas e ao mesmo tempo desfrutar de lançamentos assim. No entanto, a empresa foca no mercado e nas oportunidades que ele oferece. Isso o leitor brasileiro precisa entender. Felizmente ou infelizmente, no entanto a ótica de nosso tempo é capitalista e as empresas pensam em oportunidades, e após emplacar uma coleção de sucesso como foi a 1ª, é natural que a Salvat continue surfando na onda.

Nº 03

Eu farei a coleção na expectativa de comprar bons momentos de cada personagem, e torço para que ela traga momentos importantes. Lançada inicialmente lá fora, penso que a escolha das HQs tenham passado por algum crivo e que realmente expressem o herói ou grupo em sua essência. De forma semelhante aos encadernados da 1ª coleção, aqui também temos o volume em capa dura e papel couchet, permitindo uma exposição na estante muito digna. O volume inicial (Nº 01 - Os Vingadores) se inicia com um comentário de um editor famoso o que o contextualiza bem ao novo leitor. Ao final do encadernado temos uma parte chamada "Bastidores" que apresenta uma perspectiva história do grupo em seu nascedouro (veja abaixo).


Depois temos uma seção contendo uma seleção das principais histórias conforme a opinião dos editores (abaixo)...



Por fim encontramos um relato que situa o leitor ao longo da linha do tempo do grupo, permitindo uma compreensão de sua mitologia. Acredito que os demais volumes seguirão ordenação semelhantes. Conteúdos extras como esses são sempre muito bem vindos e talvez até imprescindíveis, já que oferecem a oportunidade aos leitores de se aprofundarem no conhecimento a respeito de uma determinada mitologia, o que acaba por redimensionar por completo um personagem ou grupo.

Nº 04

Estou contente com o lançamento e, em geral, fico feliz com qualquer oportunidade de adquirir material clássico a preços razoáveis. Confesso que uma das primeiras coisas que fui olhar era se havia alguma informação sobre possíveis aumentos nos preços dos próximos volumes e encontrei, tanto no Site Oficial da Coleção quanto no Banner promocional que acompanha o 1º fascículo a seguinte frase: O conteúdo das entregas, o preço praticado em bancas de jornais e a periodicidade da coleção poderão sofrer alterações por imperativos técnicos alheios à Editora. Isso já é um indicativo que é possível que vejamos algum aumento no futuro.


Bom amigos... É isso aí! Dentro em breve teremos aqui no Blog o acompanhamento atualizado da sequencia de lançamentos desta coleção para que todos possam conferir o seu andamento.

Grande Abraço!

domingo, 22 de fevereiro de 2015

Miniatura DC Nº 16 - Caçador de Marte (Ajax)

Miniatura DC Nº 16 - Caçador de Marte

J´onn J´onzz é o nome Marciano do personagem conhecido nos quadrinhos como "Caçador de Marte". Durante muito tempo no Brasil o personagem foi conhecido com o nome de "Ajax", invenção da Editora Ebal nos anos 70, para que o nome coubesse nos balões de diálogo, uma vez que "Martian Manhunter" (nome original do Marciano) era muito longo. Na presente matéria veremos as características de sua peça dentro da Coleção de Miniaturas de Metal da DC, bem como alguns importantes fatos de sua mitologia.

Miniatura DC Nº 16 - Caçador de Marte

À semelhança dos grandes humanoides verdes do planeta Marte descritos nos livros de Edgar Rice Burroughs sobre a epopeia de John Carter, publicados entre as décadas de 10 e 40 do Século XX, J´onn J´onzz também é verde. Possivelmente a inspiração para sua criação pelas mãos de Joseph Samachson e Joe Certa em meados dos anos 50 veio daí. A peça da coleção me surpreendeu por sua robustez. Uma robustez, aliás que era esperada na verdade em outra peça, a do Superman (que foi modelado de forma menos robusta, possivelmente à semelhança de suas imagens da Era de Ouro e de Prata).

Miniatura DC Nº 16 - Caçador de Marte

Com um porte altivo, musculatura bem definida e uma capa bem modelada, a peça agradou à muitos. Qualquer conhecedor de anatomia poderá identificar determinados músculos muito bem apresentados na peça, caso dos deltoides, bíceps, peitorais, intercostais, abdominais e quadríceps. Outro diferencial é o peso. Ao pegarmos a peça percebemos tal robustez pela quantidade de metal usado em sua fabricação. Uma peça que primeiramente chama a atenção pelo visual, e quando nos aventuramos a toma-la nas mãos tal impressão se confirma, diferentemente de muitas peças customizadas que me levaram a pensar em uma coisa, porém quando as tomei nas mãos era quase que um anti-clímax, ao perceber o quão leve eram. O crânio do Marciano é bem trabalhado também, mostrando suas têmporas avantajadas.

Miniatura DC Nº 16 - Caçador de Marte

O Caçador de Marte possui importantes poderes, tais como: mudança de forma (como os demais de sua raça J´onn J´onzz é "Transmorfo"); intangibilidade; invisibilidade; invulnerabilidade (exceto pelo contato com o fogo, uma de suas poucas fraquezas); força e durabilidade sobre-humanas; regeneração celular; sentidos extremamente aguçados; visão de calor (semelhante à do Superman); telepatia; telecinesia; e inteligência excepcional. Como podemos ver um personagem que em termos de poder rivaliza com os pesos pesados da Editora. Com poderes tão incríveis, e um história pregressa tão interessante quanto à de Kal-El, admira-me que o Caçador de Marte não tenha sido melhor explorado por grandes roteiristas.

Miniatura DC Nº 16 - Caçador de Marte

J´onn J´onzz nasceu há muito tempo em Marte na época em que havia vida no árido Planeta Vermelho. Integrante de uma raça que vivia em paz e harmonia J´onn era filho de M´yrnn, um membro do Conselho de Marte, e de Sha´Sheen, uma mística paranormal. Ainda jovem J´onn decidiu ser um "Caçador", nome dado à um conjunto de Marcianos que, após intenso treinamento, passavam a ser os guardiões da cultura milenar de seu povo, além de exercerem também poder de polícia e de julgamento. O jovem J´onn desde o início apresentou a personalidade e índole tradiconais de um Marciano, alguém habituado a meditar, admirador das artes, do convívio pacífico e de um grande autoconhecimento. Porém, forças externas ameaçaram sua sociedade.

Miniatura DC Nº 16 - Caçador de Marte

Após a frustração de uma lenta e insidiosa invasão de Darkseid e seus asseclas em Marte, J´onn J´onzz passa um longo tempo em Apokolips, onde aprimorou mais ainda suas habilidades como guerreiro. Após seu retorno à Marte J´onn se casaria e teria filhos, porém a ruína do Planeta Vermelho viria pela mão de seu irmão Ma´alefa´ak, que também vivera como prisioneiro de Darkseid. Ma´alefa´ak liberou uma praga telepática que varreu do mapa toda civilização Marciana. Apenas J´onn e seu irmão sobreviveram, e foi aí que a história do nosso Caçador de Marte se voltou para a Terra.

Miniatura DC Nº 16 - Caçador de Marte

J´onn foi teleportado acidentalmente para a Terra por um cientista que manipulava inadvertidamente um equipamento de teletransporte deixado em nosso planeta por antigos exploradores Marcianos. A partir daí J´onn passaria a viver na Terra se utilizando de sua capacidade transmorfa. Assim, ele já viveu sob a forma de homens e mulheres de diversas etnias, e até de animais. Sua 1ª experiência em um grupo de super-heróis foi durante uma fase pré Liga da Justiça, em que integrou um grupo chamado "Experiência Justiceira", adotando o nome de "Espreitador de Bronze". Particularmente não conheço nada desta fase do Caçador. Seu triste passado, sua personalidade dócil e sua solidão por ser um dos únicos sobreviventes de uma cultura tão rica, traz à J´onn J´onzz uma aura que lembra muito outro personagem que também partilha de personalidade e solidão semelhantes, o Surfista Prateado da Marvel.

Miniatura DC Nº 16 - Caçador de Marte

Não poderia deixar de lembrar uma das mais interessantes caracterizações de J´onn J´onzz em minha opinião: na história DC: A Nova Fronteira. Uma HQ excepcional de Darwin Cooke que capta a essência dos principais personagens da DC e que no caso do Marciano não é diferente. Toda sua dor, solidão e fragilidades emocionais são apresentadas. Inclusive é possível vê-lo em sua forma original, já que a forma que vemos nessas fotos aqui é apenas para facilitar seu convívio entre os humanos pois J´onn em seus momentos privados assume a forma original de sua espécie, em que ele é mais delgado, de cabeça pontuda e com aletas na coluna.

Bom amigos... É isso aí! Deixo meu abraço à todos!!!

domingo, 8 de fevereiro de 2015

Miniatura Marvel Nº 43 - Medusa

Miniatura Marvel Nº 43 - Medusa

Medusalith Amaquelin Boltagon é Medusa, a Diva de cabelos vivos que possui uma trajetória tão misteriosa quanto o povo ao qual pertence, os Inumanos. Sem dúvida nenhuma uma das personagens femininas da Marvel que mais representa a independência de pensamento, força de caráter e feminilidade que já se viu na editora. Embora pouco conhecida do grande público (inclusive para mim que tive que estudar sua trajetória) Medusa traz consigo interessantes histórias e uma cronologia rica de encontros com personagens emblemáticos da Casa das Ideias. Vamos então à sua peça na Coleção de Miniaturas Marvel e à um pouco de sua história.

Miniatura Marvel Nº 43 - Medusa

Não dá para negar que o ponto alto da peça é a extensa e revolta cabeleira da personagem. A forma como está modelada traz a sensação de volume e leveza características de cabeleiras fartas e bem cuidadas. Não posso deixar de comentar que me agradou muito. Até mesmo a parte inferior dos cabelos está muito bem feita ao enroscar-se ao redor das pernas da Rainha Inumana. A posição de seu corpo a coloca na tradicional postura de aparente fragilidade, mas que na verdade é simplesmente uma postura de uma pessoal em que sua força não está em seus membros, mas em outro e poderoso mecanismo.

Miniatura Marvel Nº 43 - Medusa

Postura semelhante também pode ser observado em personagens como Dr. Octopus que pouco se ocupa de seus braços reais para meter medo. O traje da personagem lembra em alguns aspectos sua indumentária original, mas se baseia na arte de Mark Bagley. Afora a imensa cabeleira não há muitos outros pontos de destaque da peça, no entanto seus cabelos ruivos a representam muito bem.

Miniatura Marvel Nº 43 - Medusa

Uma das grandes e geniais sacadas de Stan Lee sempre foi se utilizar de mitos clássicos para compor suas criações. Em minha opinião isso também está presente no caso de Medusa ao lembrarmos do mito grego homônimo e da personagem central da fábula de Rapunzel. Porém, Lee em sua perspicácia modernizava, estilizava e agregava valor ao novo personagem, no caso aqui, uma mulher que é uma verdadeira Rainha em suas ações e postura. A história de Medusa sempre foi um mistério para mim, porém vamos entendê-la um pouco. Medusa faz parte da nação Inumana, um povo que vive em isolamento e reclusão em uma cidade escondida na cordilheira do Himalaia (outra menção à mitos, no caso, à Shangrilá). Os Inumanos foram humanos que, em seu estágio inicial de evolução, foram vítimas de experimentos da raça Kree e submetidos às misteriosas Névoas Terrígenas

Miniatura Marvel Nº 43 - Medusa

Uma vez submetido às névoas o indivíduo passa a manifestar em sua adolescência uma determinada habilidade sobre-humana específica pressupostamente adormecida em seu gene, porém despertada a partir da interferência das névoas. Medusa é prima em 2º grau de Blackgar Boltagon, Rei dos Inumanos conhecido como Raio Negro. Após um golpe bem sucedido do irmão de Raio Negro, o maléfico Máximus, Medusa foge de Atilan com a família real, porém ela é abatida em sua nave caindo no interior da França onde, desmemoriada é encontrada pelo vilão Mago que a convence à entrar para o Quarteto Terrível, versão maligna do Quarteto Fantástico formado por Homem-Areia e Ardiloso (antigo Pete Pote de Pasta).

Miniatura Marvel Nº 43 - Medusa

Após recobrar a memória Medusa retorna para seu povo conseguindo destronar Máximus ao lado do silencioso Raio Negro, com quem viria a se casar. A partir daí Medusa voltaria ao mundo dos homens comuns várias vezes, inclusive para fazer parte de uma campanha publicitária para promover produtos para cabelo em plenos anos 60. Embora pareça estranho esse argumento, na verdade ela buscava por meio dessas incursões estabelecer pontos de contato entre seu povo e os humanos. Mas talvez a maior parceria viria entre ela e os membros do Quarteto Fantástico, tendo inclusive substituído a Mulher-Invisível uma determinada época em que Sue e Reed Richards haviam se separado. Ao lado do Coisa, Tocha Humana e Sr. Fantástico, Medusa mostrou ao mundo e aos leitores todo seu poder ofensivo e de liderança, quase se constituindo como a líder do Quarteto à época.

Miniatura Marvel Nº 43 - Medusa

Medusa é talvez a única, dentre os Inumanos, a conseguir conversar de forma subliminar com o soberano Raio Negro, cujo poder encontra-se em sua poderosa voz, em que uma única palavra poderia devastar regiões inteiras graças às suas poderosas cordas vocais. A Rainha Medusa pode controlar individualmente o movimento e a taxa de crescimento de cada fio de cabelo, duros como aço. Esse controle é mantido até mesmo quando cortados. Junto com Raio Negro Medusa teve um filho chamado Ahura com poderes ainda por se manifestar. Outros personagens Inumanos famosos e que possuem ligação direta com Medusa são Cristalys (irmã), Gorgon, Karnak e Triton (primos), e Luna (sobrinha).

Miniatura Marvel Nº 43 - Medusa

Com as questões envolvendo os X-Men nos cinemas (atualmente propriedade dos Studios Fox) os Inumanos passam a ser a grande aposta do Marvel Studios para trazer às telonas um grupo de seres que se diferencie do humanos graças à características genéticas especificas. Muitas são as semelhanças entre Inumanos e X-Men, uma vez que os dois grupos possuem poderes que se manifestam das mais variadas formas possíveis e são ligados à aspectos genéticos. Para mim os Inumanos possuem potencial igual, senão maior, para trilharem um caminho de sucesso tal qual os homens de Charles Xavier certa vez trilharam.

É isso aí amigos!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...