quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Miniatura DC Nº 02 - Superman

Miniatura DC Nº 02 - Superman

Escrever sobre o Nº 02 da Coleção de Miniaturas da DC é algo fácil e gratificante pra mim. Superman, não é apenas um dos maiores ícones dos quadrinhos, ele foi também o 1º Super-herói a ser criado. Sua importância extrapola toda e qualquer compreensão no que diz respeito à influência, inspiração e ideal superheróico. Jovens, crianças, adultos e homens de negócios (legais e ilegais) viram, atônitos, o surgimento de um fenômeno de massa em Junho de 1938 nas páginas da revista Action Comics Nº 01. Isso aconteceu em uma época em que nem se sabia exatamente o que era na verdade um fenômeno midiático de massa. Superman catalizaria as inspirações de jovens que sonhavam não mais apanhar de valentões nas escolas, de pessoas que, de repente, viram o ideal de Nietzsche ser transposto para uma mídia ainda jovem: os Quadrinhos. Nessa matéria veremos algumas fotos dessa espetacular miniatura, bem como alguns aspectos do mito chamado "Superman"!

Miniatura DC Nº 02 - Superman

Superman nasceu da mente sonhadora de dois jovens "nerds" chamados Jerry Siegel e Joe Shuster. No início da década de 30 os dois amigos tentavam lidar com sua timidez diante das garotas e de garotos populares, fortões e cheios de músculos. Siegel e Shuster já escreviam para o jornal da escola (A Tocha) na época em que pensaram no Superman. Os dois eram fãs dos chamados Pulps, revistas baratas com aventuras onde heróis como Flash Gordon, Buck Rogers, Doc Savage, dentre outros protagonizavam histórias cheias de perigos ao lado de mulheres lindas e vilões bem característicos. Era ainda a chamada "A Era de Platina das Histórias em Quadrinhos".

Miniatura DC Nº 02 - Superman

Desde que o mundo é mundo sempre existiram garotos que se perdiam em pensamentos e paixões, dominados por suas mães e que gostavam mais de fantasiar sobre o universo masculino em vez de aprender a lidar come ele. Jerry Siegel e Joe Shuster foram apenas mais dois garotos nessa multidão de jovens tímidos, que encontraram na fantasia uma forma de lidar com a crueldade da adolescência. Os dois fizeram parte de uma geração que pôde, em função do milagre econômico que seus pais experimentaram no início do Século XX, não apenas sonhar com esse mundo, mas puderam (pela primeira vez na história da humanidade) gastar o dinheiro dos pais com esse tipo de fantasia, na época representada pelos Pulps. À essa geração foi dado uma alternativa à timidez e desajuste, eles tiveram outro lugar para ir, sua fantasia.

Miniatura DC Nº 02 - Superman

Embora com pequenos ajustes ao longo do Século XX, a mitologia do Superman praticamente não mudou desde seu início. Um pequeno bebê lançado através da vastidão do cosmo por dois pais conscientes do destino cataclísmico de seu mundo, Krypton. O pequeno Kal-El seria um deus entre os mortais. Suas células funcionariam como baterias que absorveriam a radiação da grande estrela amarela em torno da qual o Planeta Terra (seu novo lar) orbitava. De alguma forma, por acaso ou destino, o pequeno bebê cairia nas mãos de um bondoso casal que o ensinaria que o melhor caminho é o da bondade, justiça e amor ao próximo. Kar-El se tornaria Clark Kent e passaria a viver sob essa filosofia. Ele poderia ter tudo, mas decide que o melhor mesmo é o dividir, o compartilhar. Percebo hoje que a maior riqueza da história do Superman não é necessariamente seus poderes ilimitados, ou as batalhas titânicas com as quais já se envolveu, mas sim sua clareza de espírito que reage diferente do esperado diante de tanto poder, ou seja, resolve se recolher em sua humanidade e ajudar aos outros sem benefício próprio. Com isso escolhe o melhor caminho por excelência, porém o mais solitário e difícil. O caminho sobre o qual muitos não tem coragem de se decidir.

Miniatura DC Nº 02 - Superman

Superman já foi tachado de muitos nomes e adjetivos, dentre eles o de ser bom demais, capacho e até escoteiro demais. Confesso que durante muito tempo também tive pensamento semelhante, sobretudo à partir dos anos 80, quando a imagem de Super-herói sombrio, violento e impiedoso começou a fazer sucesso. Personagens como o Batman de Frank Miller, Justiceiro, John Constantine, Sandman passaram a ser a sensação das HQs (com muita justiça aliás). Parecia que as características e a personalidade do Superman não teriam mais lugar em nosso mundo. Muitos apostaram nisso, e talvez até eu mesmo. Temos que lembrar que estamos falando dos anos 80 e 90. Décadas marcadas pela política externa de Ronald Reagan e Margareth Tatcher.

Miniatura DC Nº 02 - Superman

O mito, no entanto provaria ser mais forte. Penso que ele perdura em função dos ideais que carrega. Depois de quase um século de sua criação temos milhares de pessoas indo ao cinema assistir ao filme Superman - O Homem de Aço. O personagem que decide caminhar entre os pequenos, enquanto poderia caminhar entre as estrelas. Qualquer ocidental cristão consegue entender esse mito. A principal religião ocidental é calcada em história semelhante. Essa temática foi, aliás, muito bem explorada no último filme. Para mim, por exemplo, os momentos mais marcantes da história foram aqueles em que o pequeno Clark aprende com seu pai o doloroso e solitário, porém correto, caminho a ser escolhido.

Miniatura DC Nº 02 - Superman

Muitas foram as histórias em quadrinhos que marcaram a carreira desse personagem. Posso citar apenas as que li para recomendar, mas sem dúvida nenhuma preciso registrar aqui O Que Aconteceu ao Homem de Aço? e Para o Homem que Tem Tudo, ambas de Alan Moore. Recomendo também o grande ocaso do personagem proposto por Grant Morrison em Grandes Astros Superman. Além dessas também cito a reformulação proposta por John Byrne em 1986 e o recente encadernado Origem Secreta de Geoff Johns e Gary Frank, uma história com excelente roteiro e uma merecida homenagem à Christopher Reeve (o Superman dos anos 80).

Miniatura DC Nº 02 - Superman

Embora pareça um pouco ultrapassado para muitos, Superman deve ainda permanecer como um dos grandes mitos modernos. Escrever sobre ele é escrever sobre a própria história em quadrinhos. Sua mitologia forte, seu caráter e sua personalidade afável e benevolente (embora muitas vezes confundida como fraca e acanhada) deverão ainda render boas histórias. Espero que ele continue, pois é um mito a ser seguido em sua forma de lidar com os outros. 

Recentemente o diretor Zack Snyder, ao lado do lendário Bruce Timm produziram um incrível vídeo de 02 minutos em homenagem aos 75 anos de criação do Superman. O vídeo traz inúmeras referências às mais variadas fases e mídias onde o herói apareceu, desde sua 1ª animação pelos Estúdios Fleischer nos anos 40, passando pela encarnação do personagem por George Reeves nos anos 50, Christopher Reeve nos anos 80, o desenho Superamigos dentre outras referências. O mais legal é justamente isso, tentar ir pescando as mais variadas citações. Confira essa grande homenagem abaixo!



Grande Abraço à todos!

sábado, 19 de outubro de 2013

Coleção de Miniaturas Marvel - Lista de Personagens: Segmento "Normal" - 101 à 200


Bem amigos... Dando prosseguimento à lista de personagens da Coleção de Miniaturas Marvel, aqui está mais uma matéria com a listagem das últimas 100 figuras (101 à 200) do segmento "normal". Recentemente fiz a 1ª matéria com os personagens de 01 à 100. Muitos me perguntam se a coleção terminou lá fora (Europa - onde primeiramente começou à ser lançada), e a resposta é sim. A coleção foi concluída na peça de Nº 200 (Hela - A Deusa da Morte).  Aqui no Blog você também encontrará a listagem completa das figuras da Coleção DC de Miniaturas que, recentemente, foi também lançada no Brasil. Uma listagem completa em uma única matéria com todas as miniaturas da DC de 01 à 120. Bem... Sem mais delongas, vamos então às últimas 100 peças da coleção de metal da Marvel.

Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 101 à 110 - Segmento Normal
101 - Máquina de Combate, 102 - Duende Macabro, 103 - Barão Zemo, 104 - Treinador, 105 - Dr. Samson, 106 - Homem-Múltiplo, 107 - Union Jack, 108 - Homem Lobo, 109 - Íkaris, 110 - Homem Máquina.


Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 111 à 120 - Segmento Normal
111 - Mestre do Kung-Fú (ShangChi), 112 - Cavaleiro Negro, 113 - Felina, 114 - Víbora, 115 - Cristal, 116 - Camaleão, 117 - X-23, 118 - Tigresa, 119 - Jocasta, 120 - Jubileu.

Outra pergunta muito comum aqui no Blog é: Porque algumas pessoas no Brasil estão mais adiantadas na coleção do que outras? A resposta é: Isso acontece porque a coleção se iniciou em abril de 2012 sob à direção da Panini, disponibilizando pacotes de assinaturas em seu site e lançando as miniaturas em bancas em apenas algumas cidades do Brasil. Quem começou a coleção nessa época (abril de 2012) está atualmente na peça de número 34 (Caveira Vermelha). Posteriormente (março/abril de 2013) a Eaglemoss (Fabricante da Coleção) assumiu as coisas por aqui, expandindo o lançamento para diversas cidades e disponibilizando novos pacotes de assinatura em um novo e reformulado Site Oficial. Isso explica porque há pessoas colecionando em tempos diferentes aqui em nosso país.

Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 121 à 130 - Segmento Normal
121 - Valete de Copas, 122 - Dínamo Escarlate, 123 - Encantor, 124 - Gladiador, 125 - Solaris, 126 - Titânia, 127 - Gorgon, 128 - X-Man, 129 - Homem Formiga, 130 - Garra Sônica.


Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 131 à 140 - Segmento Normal
131 - Ceifador, 132 - Aniquilador, 133 - Drax, 134 - Hellstorm (Filho de Satã), 135 - Nômade, 136 - Pássaro da Neve, 137 - Vespa, 138 - Batroc, 139 - Aranha Escarlate, 140 - Bill Raio Beta.


Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 141 à 150 - Segmento Normal
141 - Pyro, 142 - Silver Sable, 143 - Homem Radioativo, 144 - Mary Typhoid, 145 - Garota Marvel, 146 - Quasar, 147 - Gatuno, 148 - Flama, 149 - Míssil, 150 - Triton.

Como já comentado aqui, a Eaglemoss confirmou o lançamento da coleção no Brasil até o Nº 100, no entanto estamos confiantes que as vendas se mantenham e que a coleção seja continuada até seu final. Embora muitos digam que os principais personagens da Marvel estão entre os 100 primeiros, eu diria que há outros muito interessantes também entre os 100 últimos, caso por exemplo do Máquina de Combate, Vespa, Nômade (Steve Rogers), Bill Raio Beta, Cavaleiro Negro, Shag-Chi, Capitão Marvel entre tantos outros!! Personagens relevantes e que participaram de importantes sagas da Casa das Ideias.

Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 151 à 160 - Segmento Normal
151 - Ares, 152 - Sina, 153 - Balder: O Bravo, 154 - Destruidor, 155 - Soprano, 156 - Grôxo, 157 - Serpente da Lua, 158 - Espiral, 159 - Siryn, 160 - Coração Negro.


Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 161 à 170 - Segmento Normal
161 - Mestre dos Bonecos, 162 - Karnak, 163 - Homem Hídrico, 164 - Capitão Marvel, 165 - Fóton, 166 - Magia, 167 - Besouro, 168 - Shanna, 169 - Forge, 170 - Mago.


Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 171 à 180 - Segmento Normal
171 - Pássaro Trovejante, 172 - Drácula, 173 - Avalanche, 174 - Garota Aranha, 175 - Harpía, 176 - Dominó, 177 - Tubarão Tigre, 178 - Nico Minoru, 179 - Lady Sif, 180 - J.J. Jameson.

A verdade  é que o término da coleção na Europa surpreendeu à todos os colecionadores por lá. O anúncio foi feito sem aviso prévio. Muitos já tinham suas listas de próximos personagens que poderiam ser lançados. A própria Eaglemoss promovia debates entre os aficionados para saber quais personagens lançar. Embora muitos tenham ficado tristes, a verdade é que podemos ver por outro lado, ou seja, boa parte dos personagens foram representados.

Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 181 à 190 - Segmento Normal
181 - Sebastian Shaw, 182 - Espadachim, 183 - Coruja, 184 - Cabeça de Martelo, 185 - Longshot, 186 - Ardiloso, 187 - Shaman, 188 - Lobisomen, 189 - Gamora, 190 - Vance Astro.


Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 191 à 200 - Segmento Normal
191 - Constrictor, 192 - Lupina, 193 - Arraia, 194 - Rocha Lunar, 195 - Miragem, 196 - Senhor do Fogo, 197 - Homem Aranha 2099, 198 - Wiccano, 199 - Rapina, 200 - Hela.

Obviamente você gostaria de ter visto algum outro personagem representado nesse segmento normal da coleção. Eu também. Por exemplo, os demais integrantes da 1ª formação dos Guadiões da Galáxia, e não apenas o Vance Astro. De qualquer forma não podemos deixar que isso tire o brilho da coleção.

A seguir teremos aqui no Blog uma matéria com o segmento "Especial" da coleção, ou seja, personagens de maior estatura. Grande abraço à todos!

sábado, 12 de outubro de 2013

Coleção de Miniaturas Marvel - Lista de Personagens: Segmento "Normal" - 1 à 100


Há algum tempo eu estava devendo à mim mesmo e à alguns amigos aqui do Blog uma lista com os personagens da Coleção de Miniaturas Marvel da Eaglemoss. À semelhança da lista que fiz aqui há um tempo atrás com os personagens da Coleção de Miniaturas da DC, queria fazer algo parecido com os do Marvel para ser uma fonte de consulta (mais à mão) para mim e amigos. Quero agradecer ao amigo Leo Radd do Blog Submundo-Hq que também fez uma lista semelhante e, gentilmente me cedeu fotos e informações para a confecção desta sequencia de matérias. Sendo assim vamos lá:

Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 01 à 10 - Segmento Normal

Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 11 à 20 - Segmento Normal
11 - Fênix, 12 - Homem de Ferro, 13 - Demolidor, 14 - Tempestade, 15 - Thor, 16 - Fera, 17 - Elektra, 18 - Tocha Humana, 19 - Justiceiro, 20 - Gata Negra.

2013 tem sido um ano marcado por novidades, e uma das mais importantes no que se refere a essa coleção foi sua expansão para diversas cidades Brasileiras com a chegada da Eaglemoss no Brasil no início do ano. Isso fez com que a coleção tivesse um alcance enorme. Até o início deste ano as peças haviam sido lançadas em apenas algumas cidades, sendo que muitos optaram pela assinatura.
Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 21 à 30 - Segmento Normal

Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 31 à 40 - Segmento Normal
31 - Anjo, 32 - Venom, 33 - Homem de Gelo, 34 - Caveira Vermelha, 35 - Gambit, 36 - Namor, 37 - Loki, 38 - Mulher Hulk, 39 - Mística, 40 -Doutor Estranho.

Outra grande novidade de 2013 foi a confirmação de que a coleção seguiria aqui no Brasil pelo menos até o número 100. Com isso novos pacotes de assinatura foram disponibilizados àqueles que fizeram a assinatura no 1º ano. Assim, temos pessoas e lugares do Brasil fazendo e recebendo a coleção em momentos diferentes, respectivamente.

Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 41 à 50 - Segmento Normal


Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 51 à 60 - Segmento Normal

51 - Nick Fury, 52 - Lagarto, 53 - Polaris, 54 - Nova, 55 - Feiticeira Escarlate, 56 - Deadpool, 57 - Mysterio, 58 - Jaqueta Amarela/Vespa, 59 - Luke Cage, 60 - Super Skrull.

Embora já amplamente divulgado aqui no Brasil, tenho recebido perguntas sobre o que significam as chamadas miniaturas "Especiais" e "Mega-Especiais". Bem... Sendo assim gostaria de novamente esclarecer que a coleção se divide em quatro segmentos  distintos, a saber: o segmento normal, peças de estatura normal (200 peças); segmento "Especial", personagens de maior estatura (Hulk, Fanático etc... - 20 peças); segmento chamado "Double-Pack", personagens que vem em duplas (04 peças); e o segmento "Mega-Especial", com personagens de estatura gigante (07 peças).

Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 61 à 70 - Segmento Normal

61 - Mulher Aranha, 62 - Electro, 63 - Cable, 64 - Dormammu, 65 - Raio Negro, 66 - Psylocke, 67 - Abutre, 68 - Hércules, 69 - Líder, 70 - Carnificina.

Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 71 à 80 - Segmento Normal

 71 - Mercúrio, 72 - Viúva Negra, 73 - Kang - O Conquistador, 74 - Destrutor, 75 - Falcão, 76 - Miss Marvel, 77 - Sentinela, 78 - Cristalys, 79 - Magnum, 80 - Sr. Sinistro.

Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 81 à 90 - Segmento Normal

81 - Toupeira, 82 - Cavaleiro da Lua, 83 - Deathlok, 84 - Dentes de Sabre, 85 - Soldado Invernal, 86 - Escorpião, 87 - Lady Lethal, 88 - Homem Absorvente, 89 - Guardião, 90 - Warlock.

Complementando a informação acima, vale ressaltar que por enquanto apenas o lançamento das miniaturas do segmento "normal" foram confirmadas. E mesmo assim apenas até o número 100. A pergunta de 1 MILHÃO de REAIS é: Os demais segmentos da coleção (Especiais, Double Packs e Mega-Especiais) serão lançados aqui no Brasil!? A verdade é que não sabemos. O que temos feito é visitado periodicamente o Site Oficial da Eaglemoss Brasil e clicado na Loja Virtual para termos maiores informações, porém até agora ela se encontra em construção.

Sequencia das Peças da Coleção de Miniaturas de Metal da Marvel - 90 à 100 - Segmento Normal

91 - Shocker, 92 - Bispo, 93 - Valquíria, 94 - Mandarim, 95 - Homem Impossível, 96 - Falcão Noturno, 97 - Blink, 98 - Gladiador, 99 - Morbius, 100 - Banshee.

Bom amigos, minha ideia aqui é criar uma fonte rápida de consulta com essas postagens. Na sequencia teremos mais algumas matérias com as miniaturas do número 101 à 200, "Especiais", "Double Pack" e "Mega-Especiais".

Abc. à todos!

sábado, 5 de outubro de 2013

Grandes Lançamentos e Re-Lançamentos!!


O mercado editorial no Brasil, sobretudo aquele voltado para a 9ª Arte, tem estado aquecido já há algum tempo. E não só isso, está esquentando cada vez mais. O Blog aqui nunca teve pretensão de se tornar veículo de divulgação em 1ª mão de lançamentos, para isso há outros blogs muito competentes. Porém, não pude deixar de comentar uma enxurrada de lançamentos e relançamentos excelentes que foram divulgados recentemente e que já começam a chegar às bancas e livrarias ainda esse mês. Muitas outras coisas de igual qualidade saíram esse ano e não aparecem nessa matéria, porém todas aparecerão aqui no Blog ao seu tempo ainda esse ano. Ultimamente, no entanto foram tantos os anúncios que não pude me furtar ao prazer de escrever sobre eles. Vamos começar então pelo Universo DC.

Na onda de relançamentos temos coisas fantásticas. Começo falando da reimpressão de REINO DO AMANHÃ.


Obra seminal com desenhos de Alex Ross e roteiro do excelente Mark Waid, REINO DO AMANHÃ balizou diversos outros trabalhos. Além de tudo isso firmou Alex Ross como um "Papa", um "Guru" com seu traço realístico e cheio de detalhes. A obra traz o futuro dos personagens DC a partir de uma visão distópica. O encadernado, já anunciado no Site Oficial da Panini, chega com o Epílogo da história (publicado depois de seu lançamento inicial) junto com diversos outros extras, além de esboços de Alex Ross e um relato sobre a publicação da obra. O volume será um "tijolão" com 340 páginas.

Outros relançamentos já confirmados serão "A Piada Mortal", "Batman: Ano Um" e "Batman e Filho".




Menções específicas devem ser feitas à "Piada Mortal" de Alan Moore (Watchmen) e Brian Bolland (Camelot 3000) e a "Batman: Ano Um" de Frank Miller (Batman: O Cavaleiro das Trevas) e David Mazzucchelli. No 1º caso temos umas das mais importantes histórias dentro da mitologia do Homem-Morcego. A 1ª a entrar de forma adulta e perfeita nos meandros da relação quase simbiótica entre Batman e Coringa. Já Batman: Ano Um é a origem definitiva do Cruzado Encapuzado. Imprescindível à todo colecionador.

Ainda na DC temos a chegada de "Batman: Arquivos de Casos Inexplicáveis".


Essa coletânea de histórias do Batman deve ser lida sob a perspectiva histórica da época em que foram publicadas: os anos 60. São histórias provenientes de uma época em que se predominava o "non-sense" e às vezes até o ridículo. Uma fase que muitos até querem esquecer, mas que hoje, lidas à uma certa distância e com um olhar específico trazem um importante panorama do que foram as HQs um dia. Seu valor histórico e acadêmico é inestimável em minha opinião. Grant Morrison foi ousado ao dizer que todas essas histórias fazem parte e estão presentes na psiquê do Batman. Já nas bancas.

Na Marvel temos a reimpressão da aguardadíssima "GUERRA CIVIL".


A saga foi uma das mais importantes da Marvel na última década. Reflexos de seus acontecimentos são vistos até hoje. Pela 1ª vez herói se desentendeu com herói. O motivo da briga era algo pertinente e relevante: o quanto a sociedade civil deveria permitir que indivíduos superpoderosos agissem sem nenhuma regulamentação? O bom argumento, e os ótimos desenhos de Steve McNiven alçaram a obra ao nível do clássico em minha opinião. Infelizmente a fórmula seria repetida outras vezes depois, porém sem a mesma inspiração. Essa, no entanto é obrigatória para se entender o Universo Marvel atual.

Seguem a linha de relançamentos na Marvel "OS NOVOS VINGADORES: GUERRA CIVIL" e "OS SUPREMOS - Volume 01".



Os Novos Vingadores: Guerra Civil mostra a reestruturação da comunidade superheróica após os eventos de Guerra Civil. Já Os Supremos foi a elogiadíssima saga que se passou no universo alternativo da Marvel, o Universo Ultimate. A história nos traz a versão Ultimate dos Vingadores, chamada de Os Supremos. Mais violentos, realistas e cheios de conflitos, os heróis desse universo fizeram sucesso e receberam muitos elogios de crítica e do público. Recentemente a PANINI lançou o número 03 da saga (foto abaixo).


Ainda na Marvel, chegará esse mês nas bancas o encadernado Paraíso X. O volume encerra a história anteriormente narrada nos encadernados Terra X (HQ lançada em fascículos em 2001 e depois em encadernado em 2009) e Universo X (encadernado de 2012). Ou seja, mais de uma década depois temos o final dessa extensa obra que narra o fim do Universo Marvel em um futuro distante.


Fora do Universo Marvel/DC há também importantes lançamentos. Dentre eles "NEXT MEN", de John Byrne, edição de luxo.


Particularmente não conheço essa obra, porém o nome por trás dela (John Byrne) dispensa apresentações. Participante direto de momentos cruciais nos quadrinhos nas últimas 03 décadas John Byrne, é uma referência! A série é um trabalho autoral da década de 90 no qual podemos reconhecer facilmente sua similaridade com os X-Men da Marvel. Apesar desta clara associação, a história foi elogiada pela crítica e chega pela 1ª vez ao Brasil pela Mythos Book.

Por fim, gostaria de encerrar com uma HQ com a qual me deparei na banca e que sinceramente não esperava. Foi uma grata surpresa!! "MANDRAKE - O MÁGICO: O MUNDO DO ESPELHO E OUTRAS HISTORIAS"


Personagem referência da Era dos Pulps (década de 30), o personagem, ao lado de outros dessa fase, teve importante papel na preparação do caminho para o surgimento dos super-heróis que viria a seguir. O encadernado traz a saga completa "O Mundo do Espelho" dentre outras histórias diretamente dos anos 30!! A importância histórica desse volume é, para mim, inestimável. Recentemente a PiXel lançou outro encadernado semelhante, só que do Fantasma, outro personagem da Era dos Pulps. Material clássico com preço justo! Excelente iniciativa da PiXel. Parabéns!

Bom amigos, há muitas outras coisas saindo de igual qualidade e relevância. Porém quis me ater à esses por contemplarem o meu gosto pessoal. Um grande abraço à todos!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...